Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Sochi 2014

por Paula Antunes, em 09.02.14

Daqui a uns anos estas olimpíadas homofóbicas serão equiparadas às olimpíadas nazis de 36 em Berlim. A razão está do nosso lado e NÓS VAMOS VENCER! Isso é uma promessa.

"Não estamos a legislar para gentes remotas e estranhas. Estamos a ampliar as oportunidades de felicidade dos nossos vizinhos, dos nossos colegas de trabalho, dos nossos amigos e das nossas famílias e, ao mesmo tempo, estamos a construir um país mais decente. Porque uma sociedade decente é aquela que não humilha os seus membros" - Zapatero

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 16:39

UEFA multa futebolista Antonio Cassano por comentários homofóbicos

por Paula Antunes, em 20.07.12

 

A UEFA decidiu multar o avançado italiano Antonio Cassano por comentários homofóbicos numa conferência de imprensa, durante o Campeonato da Europa de futebol de 2012.

Em comunicado, a UEFA diz ter imposto uma multa de 15 mil euros ao avançado do AC Milan por "declarações discriminatórias à comunicação social", sem, no entanto, referir as palavras que Cassano utilizou.


O internacional transalpino provocou indignação devido a uma conferência de imprensa, em 12 de junho, durante a qual utilizou uma expressão pejorativa para descrever os homossexuais e disse ainda esperar que nenhum dos jogadores da "squadra azzurra" fosse homossexual.

 

A UEFA acrescenta ainda que Cassano pode recorrer da punição, no prazo de três dias depois de ter sido notificado por escrito.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 15:34

JAS e mais disparates

por Paula Antunes, em 09.04.12

 

 

José António Saraiva no seu melhor (leia-se "pior"):

"Se antes os jovens desafiavam os pais tornando-se ‘de esquerda’, hoje desafiam-nos (...) assumindo-se como homossexuais" 

Chega a um ponto em que o disparate é tanto que quase dá vontade de rir. Quase.


Disparate completo aqui: http://sol.sapo.pt/inicio/Opiniao/

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 20:01

Concentração contra o concerto de Sizzla

por Paula Antunes, em 04.04.12


Concentração contra o concerto de Sizzla em Lisboa

 

 

 
ONE LOVE, NOT ONE HATE! LOVE MUSIC, DON'T HATE PEOPLE!

4ª feira, dia 4 de Abril E TAMBÉM 5ª feira, 5 de Abril (noite do concerto)

Protesto contra o concerto de Sizzla, actualmente previsto para o Coliseu dos Recreios. 

Concentração contra o concerto de Sizzla/Vigília pela morte do Coliseu dos Recreios/Pic-nic e Protesto a partir das 19h30 e até às 23h30 (hora do concerto na 5ª feira).

Sizzla Kalonji, que se prepara para cantar esta 5ª feira no Coliseu dos Recreios, incentiva crimes de ódio. Em várias canções fala do ódio que tem por "sodomitas" e homossexuais, apelando à morte dos mesmos. 

https://www.facebook.com/events/205817176187401/205837429518709/

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 02:57

Concertos Homofóbicos em Portugal, Não!

por Paula Antunes, em 29.03.12

Concertos Homofóbicos em Portugal, Não!

 

As organizações e pessoas abaixo assinadas vêm deste modo protestar juntos das entidades responsáveis, designadamente a TMN, a JahLive e o Armazem F, contra a vinda a Portugal do cantor jamaicano Sizzla.

 

A obra deste autor é conhecida pelo público pela sua letras incitadoras ao ódio e à homofobia. Não são meramente a expressão de uma opinião, mas um claro incitamento a crimes de ódio, num país em que a Constituição proíbe a discriminação com base na orientação sexual e onde estes crimes com motivação homofóbica são considerados particularmente gravosos pelo nosso enquadramento penal.

 

Só para citar alguns exemplos, em "Pump Up": "Step up inna front line (Fica na primeira fila), "fire fi di man dem weh go ride man behind" (Queima os homens que têm sexo com outros homens por detrás), "Shot battybwoy, my big gun boom" (Dispara contra os maricas, a minha pistola faz boom). Na música "Boom Boom": "Boom boom! Batty boy them fi dead" (Boom boom! Os maricas devem morrer). Em "Get To Da Point": Sodomite and batty bwai mi seh a death fi dem (Sodomitas e maricas, eu digo: morte para eles). Mi a go shot batty bwai dem widdi weapon ya (Vou e disparo nos maricas com uma arma).»

 

Inicialmente agendado para o próximo dia 5 de Abril, em Lisboa, na sala TMN ao Vivo, o concerto procura agora novo local após a TMN, inundada por reclamações, ter tentado desvincular-se do evento. Com a justificação de não ser proprietária do Armazém F (conhecido pela 'Sala TMN ao Vivo') e de apenas ceder o nome ao referido espaço, bem como de ter desconhecimento de qualquer concerto com Sizzla estar agendado em Portugal, a TMN atribui todas as responsabilidades às empresas promotoras do espetáculo.

 

Entendemos no entanto que a TMN não está isenta de culpa. Ao ceder o nome da marca para qualquer evento é conivente com o mesmo. Mais ainda, apesar de afirmar o seu desconhecimento, a verdade é que o site da TMN - Musica no Maximo (musicanomaximo.tmn.pt/ao_vivo.php), que publicita o “TMN ao vivo” divulgou o concerto de Sizzla até ontem ao fim do dia, sem ter divulgado publicamente as razões para esta desvinculação de um evento cujos conteúdos são, como vimos, claramente homofóbicos.

 

Os concertos deste cantor agendados, por outras entidades, para Barcelona, Madrid, Málaga, Valencia, bem como Estocolmo, foram já cancelados devido ao seu discurso de ódio homofóbico. Exortamos a JahLive, enquanto promotora responsável do evento em Portugal, a fazer o mesmo, sob pena de ser cumplice num crime de incitamento ao ódio. Não há justificação para promover um apelo público ao assassinato.

 

A JahLive não pode deixar de cancelar a vinda de Sizzla a Portugal, único sinal claro de que respeita os direitos humanos. Só assim esta empresa cumprirá a Constituição da República Portuguesa, nomeadamente o seu 13º artigo, e dará um sinal claro de que não compactua nem promove a discriminação com base na orientação sexual nem o incitamento ao ódio.

 

 

 

Subscrevem:


AMPLOS - Associação de Mães e Pais pela Liberdade de Orientação Sexual

Caleidoscópio LGBT

Clube Safo

Federação Distrital do Porto da Juventude Socialista

GAT - Grupo Português de Activistas sobre Tratamentos de VIH/SIDA

Grupo Transexual Portugal

ILGA

não te prives - Grupo de Defesa dos Direitos Sexuais

Opus Gay

Panteras rosa - frente contra a lesbigaytransfobia

PolyPortugal

Ponto Bi

rede ex aequo

UMAR



Ann Antidote

Cristiana Pena

José Carlos Tavares

Nadia Cantanhede

Paula Sequeiros

Raquel Freire

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 19:21

Para começar o dia a rir

por Paula Antunes, em 24.11.11

 

Um autarca peruano e a água que torna os homens gay

 

Água

A água pode provocar a homossexualidade masculina? O presidente da câmara da cidade peruana de Huarmey acredita que sim, tudo por causa dos elevados níveis de estrôncio que teme que possam chegar às torneiras locais com um novo sistema de abastecimento. 


«O estrôncio reduz as hormonas masculinas e rapidamente estaremos como Tabalosos e outras cidades, onde a percentagem de homossexuais está a crescer», disse José Benítez, na apresentação do projecto de abastecimento, segundo cita o jornal espanhol «ABC». 

O autarca referia-se à cidade de onde provém a água para Huarmey, Tabalosos, que foi alvo de uma reportagem televisiva há uma década, que atribuía à água a responsabilidade do aparecimento de 14 mil homossexuais entre a população.

A resposta a este receio foi dado pelo presidente do Colégio de Farmacêuticos de Lima, que desmentiu estes argumentos. O responsável disse que o estrôncio pode provocar cancro, anemia ou problemas cardiovasculares, mas não a alteração da tendência sexual dos homens.

Esta não é a primeira vez que um governante sul-americano alerta para o «perigo» do que se ingere ser responsável pela homossexualidade. No ano passado, Evo Morales, presidente da Bolívia, disse que comer franco poderá ter o mesmo efeito nos homens, tal como contribuir para a calvície masculina. 

 

tvi24  

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 12:51

2ª Marcha LGBT Coimbra

por Paula Antunes, em 17.05.11

 

 

Caleidoscópio LGBT vai hoje, dia 17 de Maio, estar presente com uma faixa na 2ª Marcha Contra a Homofobia e Transfobia - Coimbra

 

 

 

 

Juntem-se a nós na luta contra a Homo / Bi / Transfobia!
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 14:44

Portugal Sem Homofobia

por Paula Antunes, em 07.04.11

 

And now for something completely different ...

 

 

Portugal Sem Homofobia 

 

Novo projecto do Caleidoscópio LGBT , com o objectivo de sensibilizar as pessoas para a problemática da Homofobia e a importância do dia 17 de Maio - Dia Internacional de Luta contra a Homofobia e Transfobia.

Divulga. Junta-te a nós, por um mundo mais justo !  :)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 17:13

Homofobia? Qu'é isso? V2

por Paula Antunes, em 20.02.11

 

E a propósito do que aqui escrevia no outro dia, manifesta-se assim a Ministra da Educação:

 

 

Escolas: Isabel Alçada admite desbloquear luta contra homofobia

 

O Ministério da Educação (ME) reafirmou ontem "a sua disponibilidade para dialogar e apreciar as propostas" de uma campanha contra a homofobia nas escolas, de acordo com uma declaração prestada ao PÚBLICO pelo gabinete da ministra, Isabel Alçada. A ministra insiste assim em que não são oficiais as posições assumidas por técnicos da Direcção-Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular, que terão recusado colaborar com o Projecto Inclusão da Rede Ex-Aequo, associação de jovens em defesa dos direitos dos homossexuais.

 

O projecto, apoiado e financiado por outra entidade estatal consiste em cartazes e folhetos informativos sobre a homossexualidade

Em causa está o facto de dois deputados, José Soeiro (Bloco de Esquerda) e Rita Rato (PCP), terem questionado a ministra da Educação sobre o facto de a Rede Ex-Aequo ter denunciado, na Assembleia da República, que técnicos do ME tinham recusado apoiar o Projecto Inclusão e distribuir os seus materiais nas escolas, sob o argumento de que o ministério tem de ser "neutro em assuntos que possam ser considerados ideológicos".



Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 18:19

Homofobia? Qu'é isso?

por Paula Antunes, em 17.02.11

 

Após uns merecidos dias de descanso caseiro, vontade de mergulhar novamente na blogosfera e restantes esferas mais ou menos virtuais. E começo com um tema quente - ou melhor dizendo - com um tema que me está a aquecer por dentro. E não da melhor forma.

 

Ministério da Educação recusou apoio à distribuição nas escolas dos materiais do Projecto Inclusão (contra o bullying homofóbico)

 

Justificação? "O ME tem de ser neutro em assuntos que possam ser considerados ideológicos."

 

Ideológicos? Se por ideológicos entendermos a critica e mobilização de pessoas / sociedade com vista a assegurar direitos iguais para todos os cidadãos, tenho de assentir. Mas sendo assim vamos analizar as coisas por esse prisma:

 

  • Campanhas a favor da igualdade de género? Ideológicas, pois então.
  • Campanhas contra a violência doméstica? Ideológicas, claro.
  • Campanhas contra o racismo e xenofobia? Ideológicas.
  • Campanhas contra o bullying nas escolas? Ideológicas, certamente.

 

Logo,

  • Campanhas contra o bullying HOMOFÓBICO / TRANSFÓBICO nas escolas? Pois. Ideológicas.

 

 

 

Agora das duas, uma. Ou alguém me explica qual é a diferença entre esta campanha e as anteriormente citadas, porque eu não estou a ver... Ou vou ter de considerar que o ME tem, perante as ideologias, a mesma postura que tem perante os cidadãos.

Que há campanhas de 1ª e campanhas de 2ª.

 

E viva a democracia!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 15:40


My Way: "Two roads diverged in a wood, and I, I took the one less traveled by. And that has made all the difference"

Paula Antunes


Paula Antunes

"Não estamos a legislar para gentes remotas e estranhas. Estamos a ampliar as oportunidades de felicidade dos nossos vizinhos, dos nossos colegas de trabalho, dos nossos amigos e das nossas famílias e, ao mesmo tempo, estamos a construir um país mais decente. Porque uma sociedade decente é aquela que não humilha os seus membros"

Zapatero


Caleidoscópio LGBT


Pesquisar

Pesquisar no Blog