Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Nova Zelândia legaliza o casamento

por Paula Antunes, em 17.04.13

“O mundo está verdadeiramente a mudar” MICK TSIKAS/ REUTERS

 

A Nova Zelândia tornou-se nesta quarta-feira o 13º país no mundo – e o primeiro na região da Ásia-Pacífico – , a legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

A lei que altera os textos que regem o casamento neste país desde 1955, foi votada favoravelmente por uma larga maioria dos deputados, um pouco mais de um quarto de século depois da despenalização da homossexualidade, em 1986. Desde 2005 que já eram autorizadas as uniões civis para casais homossexuais.

O novo texto qualifica o casamento como “a união entre duas pessoas, seja qual for o seu sexo, a sua orientação sexual ou a sua identidade de género”.

Esta reforma, defendida pelo primeiro-ministro de centro-direita, John Key, foi apresentada por Louisa Wall, deputada lésbica do partido trabalhista, principal formação da oposição. “A lei considerava os homossexuais neo-zelandeses com seres inferiores ao ser humano, aos outros cidadãos. Este texto permite garantir que o Estado não descrimina nenhuma categoria da população”, em função da sua orientação sexual, disse Louisa Wall à agência AFP.

A nova legislação enfrentou um forte oposição de sectores mais conservadores da sociedade, nomeadamente o grupo Family First, que acusou os responsáveis políticos de minarem a instituição tradicional do casamento por pressão dos militantes homossexuais.

“Ainda há bem pouco tempo, nós lutávamos para não sermos considerados criminosos mas o apoio que recebemos para o casamento homossexual aquece-nos o coração”, disse o activista Joseph Habgood. “O mundo está verdadeiramente a mudar.”

A Austrália, vizinha grande da Nova Zelândia, rejeitou a legalização do casamento gay em Setembro do ano passado.

Publico

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 17:01

Casamento entre pessoas do mm sexo aprovado em Washington

por Paula Antunes, em 09.02.12

 

Casamento homossexual aprovado no estado de Washington

 

Sessão em que foi aprovado o diploma estadual

A câmara de Representantes do estado de Washington, aprovou a lei que legaliza o casamento homossexual naquele estado dos EUA, que deverá ser promulgado nos próximos dias pela governadora de Washington, favorável ao texto.

A governadora do estado, Christine Gregoire, tem cinco dias para promulgar o texto, que tornará Washington o sétimo estado americano a autorizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

“A lei foi votada por 55 votos a favor e 43 votos contra”, especificou em declarações à AFP um funcionário do gabinete de informação da Câmara dos Representantes em Olympia, a capital daquele estado que faz fronteira com o Canadá.

 

publico.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 17:22

No H8

por Paula Antunes, em 08.02.12

Tribunal federal revoga proibição de casamentos "gay" na Califórnia

 

Defensores do casamento

Um tribunal federal de São Francisco (Estados Unidos) declarou esta terça-feira inconstitucional a proibição, pela Califórnia, de casamentos entre pessoas do mesmo sexo. O que não quer dizer que os "gays" voltam a poder casar naquele estado — para isso, é preciso que o Supremo Tribunal Federal, em Washington, esteja de acordo.

Os casamentos "gay" na Califórnia estão presos numa teia legal com mais de três anos. O Congresso estadual legalizou-os, em 2008. Porém, legisladores e cidadãos contra a legalização pediram a introdução de uma emenda à Constituição (o Artigo 8) dizendo que os casamentos só são permitidos entre homens e mulheres. 
O artigo foi a referendo e aprovado, por 52 por cento de votos a favor, tendo entrado em vigor cinco meses após a legalização. Nesse intervalo de tempo, 18 mil casais "gay" casaram, segundo dados do think tank The Williams Institute on Sexual Orientation and the Law, citado pelo Guardian online. 

 

Poucas vezes na História dos EUA uma decisão de um Congresso estadual foi combatida com uma emenda à Constituição. E nunca antes os opositores a uma medida tinham usado a sexualidade de um juiz para invalidar uma sentença — os defensores do Artigo 8 argumentaram que Vaughn Walker foi parcial porque é homossexual. Queria, disseram, casar com a pessoa com quem vive há dez anos e usou o seu poder para isso. Uma ideia que foi também rejeitada ontem no comunicado dos juízes.

 

publico.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 13:05

2 anos

por Paula Antunes, em 08.01.12

 

Faz hoje dois anos que a proposta de lei que consagra o Casamento entre Pessoas do Mesmo Sexo foi aprovada :)


 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 21:03

Os deuses devem estar loucos ;)

por Paula Antunes, em 03.08.11

 

Tribo nos EUA aprova casamentos gay

Uniões entre pessoas no mesmo sexo é possível numa reserva perto de Seattle

 

  

Uma tribo americana adoptou uma lei que reconhece os casamentos entre pessoas do mesmo sexo numa reserva perto de Seattle, no estado de Washington, noticiou a Associated Press.


A votação no conselho tribal Suquamish decorreu na segunda-feira, depois de a medida ter sido apoiada por mais de 100 membros da tribo numa reunião realizada na primavera.

A partir de agora, o tribunal tribal fica habilitado a emitir uma licença de casamento a duas pessoas solteiras, independentemente do seu sexo, desde que sejam maiores de 18 anos e, pelo menos, um dos elementos faça parte da tribo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 17:15

Assis defende adopção por casais do mesmo sexo

por Paula Antunes, em 21.07.11

 

Nada como começar o dia a ler noticias destas. :)

 

 

Francisco Assis defende adopção de crianças por casais do mesmo sexo


 

Francisco Assis espera que haja uma renovação política nas câmaras nas próximas autárquicas

As posições de Francisco Assis foram manifestadas na apresentação da sua moção à Juventude Socialista, encontro durante o qual também advertiu que se baterá por ampla renovação das listas de candidatos do seu partido nas eleições autárquicas de 2013 – uma renovação a todos os níveis e não apenas dos candidatos a presidentes de câmaras. 


Falando de uma das principais bandeiras políticas da JS, Francisco Assis começou a sua intervenção garantindo que é a favor da adopção de crianças por casais do mesmo sexo. 

“Durante muito tempo tive dúvidas [sobre a adopção de crianças por casais do mesmo sexo], mas neste momento sou favorável, porque percebi que essas dúvidas se alicerçavam no puro preconceito”, declarou Francisco Assis, depois de o líder da JS, Pedro Alves, numa intervenção anterior, ter defendido que já não merece qualquer oposição na sociedade portuguesa a questão do casamento homossexual. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 09:07


My Way: "Two roads diverged in a wood, and I, I took the one less traveled by. And that has made all the difference"

Paula Antunes


Paula Antunes

"Não estamos a legislar para gentes remotas e estranhas. Estamos a ampliar as oportunidades de felicidade dos nossos vizinhos, dos nossos colegas de trabalho, dos nossos amigos e das nossas famílias e, ao mesmo tempo, estamos a construir um país mais decente. Porque uma sociedade decente é aquela que não humilha os seus membros"

Zapatero


Caleidoscópio LGBT


Pesquisar

Pesquisar no Blog