Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


OT - Oscar Thoughts

por Paula Antunes, em 23.02.11

 

The Kids Are All Right

 

Não é que o filme não seja bom. 

As interpretações são-o, sem qualquer dúvida. Annette Bening ao seu mellhor nível (o melhor mesmo desde "American Beauty"), cujo oscar só lhe escapará para as mãos de Natalie Portman em "Black Swan"; uma excelente Julianne Moore (acho que ela não sabe desempenhar mal um papel) e Mark Ruffalo com um óptimo desempenho e nomeação justa. 

 

É como dizia: não é que o filme não seja bom. Nomeações em concordância, para melhor argumento original e melhor filme - esta última provavelmente devida à passagem de 5 para 10 nomeados, mas compreensivel ainda assim.

 

Há no entanto qualquer coisa que me incomoda profundamente no filme.

É possível que a minha condição de bissexual e o meu percurso enquanto activista lgbt estejam a entrar em choque com a minha capacidade critica de cinéfila, no entanto não consigo evitar sentir-me ligeiramente irritada com a associação entre a bissexualidade de uma das personagens e os acontecimentos que decorrem no filme como consequência de tal. Aliás, é exactamente isso que me incomoda. A sensação com que se fica de uma ligação entre ambas as coisas. Isso admito, estragou-me um bocado a experiência.

 

Apesar de tudo, é claramente um filme a ver, bem conseguido na sua maior parte. Com bastante sucesso (ainda mais para um filme independente) e que, mesmo com a falha apontada, desbrava novos territórios em mainstream hollywood. Há que louvar isso, ainda que saiba a pouco.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 19:10


My Way: "Two roads diverged in a wood, and I, I took the one less traveled by. And that has made all the difference"

Paula Antunes


Paula Antunes

"Não estamos a legislar para gentes remotas e estranhas. Estamos a ampliar as oportunidades de felicidade dos nossos vizinhos, dos nossos colegas de trabalho, dos nossos amigos e das nossas famílias e, ao mesmo tempo, estamos a construir um país mais decente. Porque uma sociedade decente é aquela que não humilha os seus membros"

Zapatero


Caleidoscópio LGBT


Pesquisar

Pesquisar no Blog