Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Perdida... ou o medo de encontrar?

por Paula Antunes, em 07.06.04

faith.jpg


A primeira vez que fui ao centro de Budismo, sabia a morada, mas ao chegar reparei que a porta estava fechada. Como faltava ainda algum tempo para a hora marcada, sentei-me e esperei que alguém chegasse com a chave para me abrir a porta.

Esperei... esperei... e esperei. Ninguém.

Finalmente levantei-me para ir embora, convicta que tinham desmarcado e se haviam esquecido de avisar. Tinha andado somente 3 ou 4 passos quando chegou num homem e se dirigiu à porta. Ia abrir a boca para o avisar que esta se encontrava fechada, quando o recém-chegado a empurrou e entrou.

Foi só então que percebi que a porta tinha estado simplesmente encostada (e não fechada) todo aquele tempo... e quão perto eu tinha estado de desistir por não ter sequer tentado abrir a porta...
.


Para a Lesbienne, 
Que reencontres rapidamente o que procuras.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 03:57



My Way: "Two roads diverged in a wood, and I, I took the one less traveled by. And that has made all the difference"

Paula Antunes


Paula Antunes

"Não estamos a legislar para gentes remotas e estranhas. Estamos a ampliar as oportunidades de felicidade dos nossos vizinhos, dos nossos colegas de trabalho, dos nossos amigos e das nossas famílias e, ao mesmo tempo, estamos a construir um país mais decente. Porque uma sociedade decente é aquela que não humilha os seus membros"

Zapatero


Caleidoscópio LGBT


Pesquisar

Pesquisar no Blog