Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Alice no País das Maravilhas

por Paula Antunes, em 11.06.04

narciso.jpg


  "Quando Narciso morreu, vieram as Oréiades – deusas do Bosque – e viram o lago transformado, de um lago de água doce, num cântaro de lágrimas salgadas.


  - Porque choras? – Perguntaram as Oréiades.


  - Choro por Narciso – disse o lago.


  - Ah, não nos espanta que chores por Narciso. Afinal de contas, apesar de todas nós sempre corrermos atrás dele pelo bosque, tu eras o único que tinha a oportunidade de contemplar de perto sua beleza.


  - Mas Narciso era belo? – Perguntou o lago.


  - Quem mais do que tu poderia saber isso? – Responderam, surpresas, as Oréiades. - Por nós passou ele sempre, mas foi por ti que procurou e se deitou nas tuas margens e olhou para ti. E foi no espelho das tuas águas que reflectiu a sua própria beleza...


    O lago ficou algum tempo silencioso. Por fim, disse:


  - Eu choro por Narciso, mas nunca tinha percebido que Narciso era belo. “Choro por Narciso, porque todas as vezes que ele se debruçava sobre as minhas margens eu podia ver, no fundo dos seus olhos, a minha própria beleza reflectida...”

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 20:43


1 comentário

De 5858558 a 24.08.2009 às 17:44

muito legal

Comentar post



My Way: "Two roads diverged in a wood, and I, I took the one less traveled by. And that has made all the difference"

Paula Antunes


Paula Antunes

"Não estamos a legislar para gentes remotas e estranhas. Estamos a ampliar as oportunidades de felicidade dos nossos vizinhos, dos nossos colegas de trabalho, dos nossos amigos e das nossas famílias e, ao mesmo tempo, estamos a construir um país mais decente. Porque uma sociedade decente é aquela que não humilha os seus membros"

Zapatero


Caleidoscópio LGBT


Pesquisar

Pesquisar no Blog