Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Que serias tu capaz de sacrificar?

por Paula Antunes, em 23.09.05

 

Foi no Tangas que li hoje um post sobre o filme "Maple Palm".

 

Trata-se de uma produção independente (recentemente apresentada no Sundance Festival) sobre um casal bi-nacional de lésbicas que se vêem forçadas a separar-se ou a fugir dos EUA (país que não apoia a imigração de casais do mesmo sexo) de modo a poderem ficar juntas.

 

A questão fica: Que serias capaz de sacrificar para ficar com a pessoa que amas?

 


Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 18:01


7 comentários

De Valeria a 04.10.2005 às 17:24

Corrijo: não tenho clareza o suficiente a respeito desta palavra: sacrificio. Para mim, isso é assunto das teologias.
Nada é tão sagrado quanto a vida.

De Valeria a 04.10.2005 às 17:22

Nada. Amor é só entrega, jamais sacrifício. Ama aos outros como a si mesmo. Mas, em primeiro lugar, ama a si mesmo. Não te deixes destruir por algo que sente apenas num momento. Num outro momento, podes mudar de idéia. Certeza a gente só tem do que entrega. Sacrifício é igual a auto-condenação. Sacrifica-te apenas para possuir um bem maior.

De Scorpio_Angel a 28.09.2005 às 16:09

LOLLLLL desisto! - Não, minha cara.. isso não muda nada 0;-)

De Assumida Mente a 28.09.2005 às 15:31

E é, nem imaginas quanto!!! É verdade que eu não gosto de peixe, mas isso não muda nada, pois não?

De Scorpio_Angel a 27.09.2005 às 14:00

Oh A Mente, mas isso a mim parece-me um grande sacrificio! [não, não estou a gozar ;)]
M, M & I, humhum, até pq ao deixarmos de ser nós tb deixamos de ser aquel@ q é @ amad@ :)

De Me, Myself and I a 26.09.2005 às 19:41

Seria capaz de sacrificar muito... desde que não interferisse com a minha essência, os meus princípios...:)) Acho essencial manter, apesar e acima de tudo, a individualidade de cada um ;)
Bjs!

De Assumida Mente a 25.09.2005 às 09:33

Também vi a apresentação de tanga da Tangas e fiquei a pensar nisso...
Bem, acho que a resposta exacta a essa pergunta só fica bem respondida na hora H, quando efectivamente houver o sacrifício a fazer, e aí a vida talvez fosse pouco para tanto... Entretanto, olha lá se vão fazendo os sacrifícios do dia-a-dia, eu, por exemplo, faço o sacrifício de nunca comer peixe, porque a minha Mente não gosta!

Comentar post



My Way: "Two roads diverged in a wood, and I, I took the one less traveled by. And that has made all the difference"

Paula Antunes


Paula Antunes

"Não estamos a legislar para gentes remotas e estranhas. Estamos a ampliar as oportunidades de felicidade dos nossos vizinhos, dos nossos colegas de trabalho, dos nossos amigos e das nossas famílias e, ao mesmo tempo, estamos a construir um país mais decente. Porque uma sociedade decente é aquela que não humilha os seus membros"

Zapatero


Caleidoscópio LGBT


Pesquisar

Pesquisar no Blog