Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



- - - - - - - - - - - - - - - - - - - Escuro & Luar - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

por Paula Antunes, em 17.11.05

Feitos de chão, de chuva e sonho
fora do tempo
despedaçado o que fica de nós
nas batalhas sentidas cá dentro
por isso é que eu sigo esse brilho da noite
que é estrela ou chama
olhar ou mar
e vou procurar essa luz
mas só quero lá chegar contigo

feitos de tempo em mil pedaços
de escuro e luar
há uma noite que é escolhida pra ser
essa noite que se há-de guardar
por isso é que eu sigo esse brilho ou calor
que é estrela ou chama
ou tu em mim
e vou pra poder descobrir
quem é que ainda sou contigo

dispo o cansaço e recomeço
mais uma vez
há um sorriso que nos salva do frio
e recolhe o que a vida desfez
se me desarmo noutro feitiço
num outro olhar
há um abrigo que não deixa morrer
quem nós somos e o que temos pra dar
por isso é que eu sigo esse brilho da noite
que és tu em mim
ou quem eu fui
e vou pra poder descobrir
quem é que ainda sou contigo.

Mafalda Veiga</align>




FAZES IDEIA DE COMO TE AMO? - *SORRISO*

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 18:39


3 comentários

De Scorpio_Angel a 30.11.2005 às 16:50

M: simplista, não. Simples. E isso é bom, muito bom. E não tens nada que te sentir a mais ;) :D

De M. a 18.11.2005 às 12:18

bem... confesso que me sinto um pouquito a mais aqui... ;o)
gostei da poesia reduzida à última frase! sou um pouquito simplista demais, eu sei!
muitos beijinhos para as duas

De Mallika a 17.11.2005 às 20:25

E tu, fazes ideia QUANTO EU TE AMO?
-----------Tua mulher--------------

Comentar post



My Way: "Two roads diverged in a wood, and I, I took the one less traveled by. And that has made all the difference"

Paula Antunes


Paula Antunes

"Não estamos a legislar para gentes remotas e estranhas. Estamos a ampliar as oportunidades de felicidade dos nossos vizinhos, dos nossos colegas de trabalho, dos nossos amigos e das nossas famílias e, ao mesmo tempo, estamos a construir um país mais decente. Porque uma sociedade decente é aquela que não humilha os seus membros"

Zapatero


Caleidoscópio LGBT


Pesquisar

Pesquisar no Blog