Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Autenticidade

por Paula Antunes, em 30.03.06
"No mundo inteiro, não há ninguém como eu.

Sou dona de meu corpo, meus pensamentos, minhas idéias. Pertencem a mim as imagens que meus olhos contemplam, e eu as escolhi. Possuo minhas próprias fantasias, meus sonhos, esperanças e medos. E já que sou dona de mim, preciso me conhecer intimamente.

Há aspectos de mim que me confundem, outros que não conheço. Mas, esteja ou não de acordo com tudo que sou, isto é autêntico, e representa o que vivo neste momento."



fonte</align>

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 19:43


5 comentários

De Scorpio_Angel a 06.04.2006 às 02:00

Oziris: Também gostei bastante... mas marcou-me mais o "Na margem do Rio Piedra eu sentei e chorei". :)
---------------------------------------------------------------------------
Eunice: Quando os textos são meus, não indico fonte ;) Neste caso tens o link à direita em baixo.

De Eunice Marujo a 04.04.2006 às 21:00

Por favor diz-me para o e-mail se o texto é teu, ou se o copiaste de algum lado. É lindo. Uma verdadeira preciosidade. Vou imprimi-lo.

De Scorpio_Angel a 04.04.2006 às 20:40

Oh D. sapatilha dançarina! Isso agora de laurear a pevide para Lisboa... Fui numa viagem de pura cultura :P para futuro enriquecimento do blog. *devil smile* ;)

De oziris a 04.04.2006 às 14:32

Um dos livros que nunca abandona a minha cabeceira, para os dias tristes e aqueles dias muito felizes.

De sapatilha a 02.04.2006 às 22:17

Vai laurear a pevide para Lisboa e abandona o blogue!...

Comentar post



My Way: "Two roads diverged in a wood, and I, I took the one less traveled by. And that has made all the difference"

Paula Antunes


Paula Antunes

"Não estamos a legislar para gentes remotas e estranhas. Estamos a ampliar as oportunidades de felicidade dos nossos vizinhos, dos nossos colegas de trabalho, dos nossos amigos e das nossas famílias e, ao mesmo tempo, estamos a construir um país mais decente. Porque uma sociedade decente é aquela que não humilha os seus membros"

Zapatero


Caleidoscópio LGBT


Pesquisar

Pesquisar no Blog