Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



:-)

por Paula Antunes, em 30.11.06
De vez em quando há momentos, olhares ou palavras que resultam num sorriso lindo e profundo. Deixam indelével leveza, gratidão e paz.

Não tenho melhor forma de o dizer, senão deixar-te um singelo Obrigada</a>.   :*

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 16:56

Have a nice day!

por Paula Antunes, em 29.11.06
Isto é terrivel! :-D
Andava eu a passarinhar pelas Oxalás, e o que é que me aparece à frente? Um daqueles viciantes malfadados quiz! Desisto.. LOOL




Your Emoticon Is Smiling



Right now, you're feeling cheerful and content - without a care in the world.

What Emoticon Best Represents You Right Now?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 13:16

‘A Tempestade e o Copo d’Água'

por Paula Antunes, em 28.11.06
Questões antropológicas relacionadas com o casamento entre pessoas do mesmo sexo

Organização: Miguel Vale de Almeida / Almedina
Com Miguel Vale de Almeida

30 de Novembro, 19:00h
Livraria Almedina - Atrium Saldanha
Pç. Duque de Saldanha, 1 - Loja 71 – 2º Piso
Lisboa

Dos Na da China aos Gay de Lisboa: O que a antropologia diz e não diz sobre o casamento como relação e instituição (ou uma estória de sexo, amor, parentes e crianças)

Uma “tempestade” começou a varrer as democracias liberais: a exigência do direito à igualdade no acesso ao casamento civil por parte de casais do mesmo sexo mobiliza as energias e paixões políticas, cívicas, éticas, morais e estéticas. Para os defensores da alteração da lei, trata-se do último passo numa longa caminhada que tem como antecedentes as várias lutas pelos direitos civis; o acesso ao casamento participaria duma lógica simbólica inclusiva e legitimadora da homossexualidade do ponto de vista cultural. Para os detractores, a própria estrutura da sociedade seria posta em causa caso se aceitasse o alargamento deste direito. Paralelamente, posições há que advogam soluções intermédias; outras propõem nomes diferentes para a “coisa”; outras ainda preocupam-se sobretudo com a adopção e a parentalidade; e sectores do próprio movimento gay e lésbico consideram o casamento uma reivindicação integracionista e pouco radical.

Depois das mudanças legislativas em Espanha, Portugal encontra-se numa situação expectante. Nem as posições dos diferentes partidos, nem iniciativas como a petição pela alteração da lei ou a recusa do direito a casar no que ficou conhecido como o “caso Teresa e Lena”, indicam um só caminho ou permitem antever o que acontecerá. Os sectores mais tíbios, segundo uns, ou cautelosos, segundo outros, apelam normalmente a um “debate alargado na sociedade”. Esta iniciativa pretende ajudar a isso mesmo, convocando os saberes da Sociologia, do Direito e da Antropologia para um debate fundamentado sobre os contornos sociais, legais e culturais da “Tempestade” que agita o “Copo d’Água”. Será uma gota. Mas uma gota, como se sabe do provérbio, pode fazer uma grande diferença.


Miguel Vale de Almeida

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 14:55

Tardes de domingo

por Paula Antunes, em 26.11.06
O vício mais actual:


TT.GIF


Já agora, para quem - como eu - é fã de abandonware, não deixe de dar uma vista de olhos no site "Home of the Underdogs" (a imagem está linkada). ;-)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 17:55

Energia num suspiro...

por Paula Antunes, em 14.11.06
Não sou feliz por mim; Não sou feliz por ti; Sou feliz contigo; E gosto assim. :)

Olhar para dentro e compreender os meus erros. Não ligar aos dos outros. Não guardar mágoa. Não trazer raiva de alcova. Desejar bem, mesmo quando não se tem.
Reencontrar uma paz há muito esquecida. E dormir num leito que anseio; num coração criado, desde sempre o desejado.

Estou de novo assim. E é bom - tão bom - ter-te aqui!

Felicidades imensas ao Mundo. No dia em que tiver a fórmula desta droga - ou alguém que a saiba - faça como eu. Partilhe-a, para que não tenha fim. :-)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 19:14

A importância de um sorriso! ;-)

por Paula Antunes, em 14.11.06
Tenho nos meus favoritos alguns links que ocasionalmente visito. Não com tanta frequência como gostaria - por falta de hábito e não só de tempo - mas as deambulações de hoje na História Aberta foram frutíferas...


"Durante o primeiro cerco de Diu (1538), encontrou-se um soldado português como único sobrevivente num dos baluartes que os turcos estavam a atacar em ondas sucessivas. Tendo já gasto todas as balas (esferas de chumbo), mas possuindo ainda suficiente pólvora para mais um tiro, e na aflição de nada mais ter com que carregar a sua espingarda , resolveu arrancar um dos seus dentes! Carregou com ele a arma e disparou-a contra o seu adversário surpreso que já o considerava sem munições.

É um erro considerarmos a História como um passado que morreu, que já não interessa e que deve ser arquivado. A História é a mais viva das raízes da nossa existência, é a memória colectiva do que os nossos antepassados fizeram para nos oferecer a nossa maneira de ser e de estar."

Rainer Daehnhardt in "Homens, Espadas e Tomates"
</align>


Não conhecia e fez-me sorrir. Gosto de História.. sempre gostei. Conhecer e compreender o passado permite-nos viver melhor o presente.

Um excelente dia para tod@s vós. :-)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 18:41

I am what I am

por Paula Antunes, em 12.11.06
I am what I am
I am my own special creation
So come take a look
Give me the hook
Or the ovation
It's my world
That I want to have a little pride
My world
And it's not a place I have to hide in
Life's not worth a dam
Till I can say
I am what I am

I am what I am
I don't want praise I don't want pity
I bang my own drum
Some think it's noise I think it's pretty
And so what if I love each sparkle and each bangle
Why not see things from a different angle
Your life is a shame
Till you can shout out I am what I am


I am what I am
And what I am needs no excuses
I deal my own deck
Sometimes the aces sometimes the deuces
It's one life and there's no return and no deposit
One life so it's time to open up your closet
Life's not worth a dam till you can shout out
I am what I am

I am what I am

I am what I am
And what I am needs no excuses
I deal my own deck sometimes the aces sometimes the deuces
It's one life and there's no return and no deposit
One life so it's time to open up your closet
Life's not worth a dam till you can shout out
I am what I am

I am I am I am good
I am I am I am strong
I am I am I am worthy
I am I am I belong

Gloria Gaynor

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 06:42

Ser Tua

por Paula Antunes, em 10.11.06
"O erotismo é uma das bases do conhecimento de nós próprios, tão indispensável como a poesia."

Anais Nin</align>



Junto a ti existe um paradoxo de insaciedade e êxtase constantes. Tenho tudo, sinto tudo e quero sempre mais, e mais... de tudo.

Fazes-me imensamente feliz. :-)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 15:56

Parabéns meu Omar

por Paula Antunes, em 08.11.06
O meu coração continua teu.
E sim, quando for altura de pintar novamente a sala, recuso-me a mudar esta parede!


coracao.jpg


Amo-te tanto, minha Sempre.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 21:57

I'm still standing

por Paula Antunes, em 06.11.06
Li agora um comentário ao último post:

"Sozinho guardarás as lutas interiores que tens de suportar, a batalha contínua para impores o silêncio aos instintos de ataque e da vingança;
Será tua boa auxiliar a pele dura e uma carne que, domada, suporte, sem revolta, as provações e os trabalhos; o óleo do ginásio ajuda Marco Aurélio;
Quem se adivinha senhor de si melhor resistirá sem violência a tudo o que inventou a real fraqueza do contrário."

Fonte: Agostinho da Silva</align>

E eu concordo.
Por isso tentem o melhor (ou pior!) que conseguirem - para atingir nas costas - alguém que sempre falou e agiu olhos nos olhos.

No final, toda a verdade será re(s)posta. Isso tanto vos garanto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 19:33


My Way: "Two roads diverged in a wood, and I, I took the one less traveled by. And that has made all the difference"

Paula Antunes


Paula Antunes

"Não estamos a legislar para gentes remotas e estranhas. Estamos a ampliar as oportunidades de felicidade dos nossos vizinhos, dos nossos colegas de trabalho, dos nossos amigos e das nossas famílias e, ao mesmo tempo, estamos a construir um país mais decente. Porque uma sociedade decente é aquela que não humilha os seus membros"

Zapatero


Caleidoscópio LGBT


Pesquisar

Pesquisar no Blog