Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



20 anos depois

por Paula Antunes, em 18.08.11

 

Portugal na final do Mundial sub-20

 

 

A selecção portuguesa derrotou a França, por 2-0, e apurou-se, pela terceira vez na sua história, para a final de um Mundial de futebol de sub-20.

Esta equipa repete o feito alcançado em 1989 (Riade) e 1991 (Lisboa) pelas selecções então comandadas por Carlos Queiroz, que acabaram mesmo por conquistar os títulos.

O jogo da meia-final em Medellín (Colômbia) não podia ter começado melhor para a equipa de Ilídio Vale. Logo aos 9 minutos, Danilo marcou de cabeça, na sequência de um pontapé de canto.

Ainda na primeira parte, Portugal aumentou a vantagem, por Nélson Oliveira, na marcação de uma grande penalidade (40’).

A ganhar por dois golos, Portugal pôde concentrar-se na defesa do resultado, usando os méritos defensivos que têm distinguido esta selecção.

O guarda-redes Mika foi, mais uma vez, importante para Portugal manter a baliza inviolável, fazendo várias boas defesas, incluindo uma a seis minutos do fim, em que tirou a bola quase de dentro da baliza.

A selecção chega mesmo à final sem qualquer golo sofrido, algo inédito na história da competição.

Mika bate também o recorde de minutos sem sofrer golos em Mundiais sub-20, já que não foi batido durante 570 minutos, superando a anterior marca, do chileno Christopher Toselli, que em 2007 esteve imbatível durante 492 minutos.

Na final, que se realiza em Bogotá na madrugada de sábado para domingo (2h, hora de Lisboa), Portugal defronta o Brasil, que venceu o México, por 2-0.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 14:12


1 comentário

De Divisão Azul a 18.08.2011 às 20:37

O Danilo, Pelé, Julio Alves e Roderick não são portugueses, são extra-europeus e como tal não deveriam de jogar na selecção de deve ser NACIONAL. Identidade acima de tudo

Comentar post



My Way: "Two roads diverged in a wood, and I, I took the one less traveled by. And that has made all the difference"

Paula Antunes


Paula Antunes

"Não estamos a legislar para gentes remotas e estranhas. Estamos a ampliar as oportunidades de felicidade dos nossos vizinhos, dos nossos colegas de trabalho, dos nossos amigos e das nossas famílias e, ao mesmo tempo, estamos a construir um país mais decente. Porque uma sociedade decente é aquela que não humilha os seus membros"

Zapatero


Caleidoscópio LGBT


Pesquisar

Pesquisar no Blog