Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Pessoas especiais

por Paula Antunes, em 05.07.11

 

Ontem perguntaram-me o que queria eu dizer quando falava em pessoas especiais. Afinal o que era isso?

 

Respondi-lhe que essa era uma excelente pergunta. Que para mim pessoas especiais são pessoas honestas consigo próprias e com os outros, com coragem para fazer o que está certo e não o que é mais fácil ou o que nos é mais cómodo. Pessoas que ainda se deslumbram com a beleza do mundo e das coisas simples, tenham 20, 30, 50 ou 80 anos. Pessoas que amam com o coração inteiro, mesmo que ainda estejam a juntar pedaços implodidos no passado. Que acreditam que o dia de amanhã vale a pena e que nos cabe a todos deixar o mundo melhor do que o encontrámos.

 

Pessoas especiais sabem que a fama é fogo de artificio, que é o carácter que nos define. É o que somos e fazemos, não o que temos. Pessoas especiais fazem os outros sentirem-se melhor com eles mesmos, não os humilham para calar os seus próprios fantasmas. Fazem tolices, riem como crianças, não se levam demasiado a sério, porque sabem que não podem controlar tudo na sua vida. São pessoas que erram, mas que admitem os seus erros e pedem desculpa, tendo a noção clara que poder fazê-lo é uma benção.   

 

Pessoas especiais são no fundo as pessoas que nos marcam, e que muito depois de terem deixado de estar na nossa vida, continuam a fazer parte de nós.

 

Eu tenho sorte. Tive e tenho pessoas especiais na minha vida. E com mais um bocadinho de sorte talvez eu seja especial para elas também. Wouldn't that be something?  :)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 19:56



My Way: "Two roads diverged in a wood, and I, I took the one less traveled by. And that has made all the difference"

Paula Antunes


Paula Antunes

"Não estamos a legislar para gentes remotas e estranhas. Estamos a ampliar as oportunidades de felicidade dos nossos vizinhos, dos nossos colegas de trabalho, dos nossos amigos e das nossas famílias e, ao mesmo tempo, estamos a construir um país mais decente. Porque uma sociedade decente é aquela que não humilha os seus membros"

Zapatero


Caleidoscópio LGBT


Pesquisar

Pesquisar no Blog