Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Karma

por Paula Antunes, em 01.07.11

 

A vida é feita de uma matéria interessante. Não é linearmente coerente mas de alguma forma acaba por ter as agulhas calibradas ao longo do tempo. Quero eu com isto dizer que populismos como "diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és" ou "what goes around comes around" são, mais que lugares comuns, confirmações de que, além do acaso, além do caos, o efeito de acção-reacção se aplica. Talvez não como no snooker, em que o tempo nos permite obter a reacção quase imediata, mas talvez mais como o plantar de uma semente. Por vezes morrem, e disso também depende e muito a nossa dedicação, mas quando sobrevive, brota numa árvore forte. Saudável ou podre, de frutos doces ou amargos, cabe a cada qual o sabor que carregava consigo quando a plantou. E são essas as raízes que ficam em nós. É por isso normal que haja quem se torne em errante que, de tanto arrancar, pouco tem de si. E que haja também quem seja como uma macieira que dá fruto, sombra e abrigo a si e aos seus. Semeamos o que colhemos. Somos o que semeamos em nós.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 02:35



My Way: "Two roads diverged in a wood, and I, I took the one less traveled by. And that has made all the difference"

Paula Antunes


Paula Antunes

"Não estamos a legislar para gentes remotas e estranhas. Estamos a ampliar as oportunidades de felicidade dos nossos vizinhos, dos nossos colegas de trabalho, dos nossos amigos e das nossas famílias e, ao mesmo tempo, estamos a construir um país mais decente. Porque uma sociedade decente é aquela que não humilha os seus membros"

Zapatero


Caleidoscópio LGBT


Pesquisar

Pesquisar no Blog