Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Clube Safo

por Paula Antunes, em 13.06.11

 

Lésbicas voltam a ter associação três anos depois

 

 

“Há muito conformismo social em Portugal”, diz ao PÚBLICO Clara de Carvalho, recém-eleita para a Direcção colegial do Clube Safo, para explicar o facto de esta associação de defesa de direitos das lésbicas portuguesas ter estado desde 2008 sem direcção.

 

“As pessoas acham que sim, que se deve fazer coisas, lutar por direitos, mas acham sempre também que há alguém que fará isso por elas. E só quando perceberam que o Clube Safo ia mesmo acabar as pessoas acordaram”, sublinha Clara de Carvalho.

 

A nova direcção foi eleita a 28 de Maio depois de uma anterior assembleia-geral ter dado por iminente a extinção desta organização, a única associação de lésbicas em Portugal, fundada em 1996. É composta, além de Clara de Carvalho, a única dirigente que transita da anterior direcção, pela antiga dirigente Esmeralda Martins e pelas estreantes Isabel Justino, Luísa Rego e Sara Carvalho.

 

Os objectivos da nova direcção são reanimar a associação e prosseguir o trabalho das anteriores direcções. Clara de Carvalho diz que “uma das primeiras coisas que a nova direcção pretende é dar continuidade ao trabalho de cultivar uma identidade lésbica positiva”, com o objectivo de “ajudar a mudar as mentalidades”.

 

A nova direcção do Clube Safo pretende também continuar a luta política pela conquista de direitos. Em particular, o direito à adopção e ao acesso à procriação medicamente assistida.

 

Outro objectivo é retomar a organização de iniciativas lúdicas e culturais da anterior direcção. Ou seja, voltar a fazer o acampamento anual e organizar exposições e debates com especialistas e com outros activistas de organizações de direitos lgbt. E ainda “voltar a editar o boletim Zona Livre, como forma de chegar às mulheres lésbicas que estão sozinhas ou isoladas”, explica Clara de Carvalho.

 

São José Almeida no Público

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 13:11



My Way: "Two roads diverged in a wood, and I, I took the one less traveled by. And that has made all the difference"

Paula Antunes


Paula Antunes

"Não estamos a legislar para gentes remotas e estranhas. Estamos a ampliar as oportunidades de felicidade dos nossos vizinhos, dos nossos colegas de trabalho, dos nossos amigos e das nossas famílias e, ao mesmo tempo, estamos a construir um país mais decente. Porque uma sociedade decente é aquela que não humilha os seus membros"

Zapatero


Caleidoscópio LGBT


Pesquisar

Pesquisar no Blog