Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



I'm still standing

por Paula Antunes, em 06.11.06
Li agora um comentário ao último post:

"Sozinho guardarás as lutas interiores que tens de suportar, a batalha contínua para impores o silêncio aos instintos de ataque e da vingança;
Será tua boa auxiliar a pele dura e uma carne que, domada, suporte, sem revolta, as provações e os trabalhos; o óleo do ginásio ajuda Marco Aurélio;
Quem se adivinha senhor de si melhor resistirá sem violência a tudo o que inventou a real fraqueza do contrário."

Fonte: Agostinho da Silva</align>

E eu concordo.
Por isso tentem o melhor (ou pior!) que conseguirem - para atingir nas costas - alguém que sempre falou e agiu olhos nos olhos.

No final, toda a verdade será re(s)posta. Isso tanto vos garanto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 19:33


6 comentários

De Paula a 09.11.2006 às 16:47

Desculpa lá se te acordei, mas não gosto que espalhem mentiras e gosto das situações bem resolvidas (como quem me conhece sabe). Só é pena que não tenhas uma atitude igualmente condigna. Não falo contigo há vários meses e de repente vens para este blog a escrever disparates atrás de disparates, sabe-se lá a que propósito? Já te disse que o post nada tem a ver ctg - só aproveitei a frase do teu comentário. Respondi-te até agora pq não tenho nada a esconder, mas repito-te que quando quiseres esclarecer o que quer que seja, tens o meu número, podes falar comigo. Qualquer que seja o teu problema (que continuo sem perceber na tua estranheza e paranoia), tem a coragem de o resolver cara a cara, em vez deste teatro "virtual". A conversa aqui acabou.

De Eyre a 09.11.2006 às 08:16

Tantos nicks indicam uma pessoa com imaginação e multifacetada... ;) LOOL. Não percebi essa de "as melhoras". É que não me encontro doente... Beijinhos. Nice talking to you à meia noite, devo dizer que foi mesmo verdade, acordaste-me. O que foi um bocado chato porque depois demorei para adormecer novamente. LOOL

De Scorpio_Angel a 08.11.2006 às 21:22

Jane/Eyre/Rahel (tts nicks para quê? fazer "número"?),

Antes de mais: o post NÃO era para ti. Estranho achares isso... Nem tenho nada a ver (acho eu) com as tuas questões (da rede [?]). Garanto-te que o teu comentário não só não me atinge (se era esse o objectivo), como me passa completamente ao lado, uma vez que, como a maior parte das pessoas que te conheceram não faço ideia do que se passa contigo ultimamente.

De qq modo, há algo que deve (ou deveria) ser claro. Nunca "me fiz" amiga de quem quer que fosse e muito menos com esse pseudo-intuito (e continuo um bocado à nora pq nem sequer sei do que estás a falar...). Os meus Amigos são-o com um A grande e conhecem-me bem. Coisa que tu claramente não. As melhoras.

De Rahel a 08.11.2006 às 08:34

"Chegada a noite, volto a casa e entro no meu escritório; e, na porta, dispo a roupa quotidiana, cheia de lama e de lodo, e visto trajes reais e solenes" (Nicolo Maquiavel)

De Eyre a 08.11.2006 às 08:26

Cá está: "De novo me ajoelho entre os pés dos crrascos que andam de um lado para o outro. Ouço as vozes do povo, a sua ingénua excitação. Escolhem-me um sítio nas costas para enterrar o punhal. Estremeço. Foi o punhal que entrou na carne e me cortou algumas costelas. Uma pancada de alto a baixo, um sulco frio ao longo do corpo - e vejo o meu coração nas mãos de um carrasco." (Herberto Helder, "Os Passos em Volta")// "No final, toda a verdade será re(s)posta." - Amén (ou dito de outra forma, "a César o que é de César".

De Jane a 07.11.2006 às 09:16

A esta eu quero-te responder de outra maneira, mas hoje não tenho aqui à mão o livro que preciso e que as tuas palavras me sugerem. Para já digo que há pelo menos uma diferença fundamental entre nós: é que eu jamais conseguiria fingir-me amiga de uma pessoa durante seis, sete, oito meses com o intuito (desonesto) de a lixar. Não faz parte da minha personalidade. Não sou assim.


Comentar post



My Way: "Two roads diverged in a wood, and I, I took the one less traveled by. And that has made all the difference"

Paula Antunes


Paula Antunes

"Não estamos a legislar para gentes remotas e estranhas. Estamos a ampliar as oportunidades de felicidade dos nossos vizinhos, dos nossos colegas de trabalho, dos nossos amigos e das nossas famílias e, ao mesmo tempo, estamos a construir um país mais decente. Porque uma sociedade decente é aquela que não humilha os seus membros"

Zapatero


Caleidoscópio LGBT


Pesquisar

Pesquisar no Blog